terça-feira, 10 de agosto de 2010

dreams, sueño, sonhos

sempre tive mania de prever o futuro, talvez porque tive muito medo de pensar que tudo o que tinha feito até aquele momento não adiantaria de nada e que o meu futuro seria muito mal. Confesso, sempre fui uma criança insegura, muito medrosa, muito egoísta, mas muito criativa, imaginativa, sobretudo sonhadora. E confesso que em plena adolescência não abandonei e não o abandonarei. E continuarei sonhando pelos meus objetivos, assim, vivendo mas nunca abandonando, em minha capacidade de fazê-lo.

p.s.: não liga não, hoje estou meio filosófo...

Um comentário:

  1. De sonhador e de louco , todos nós temos um pouco.

    ResponderExcluir